10 de nov de 2016

Sentindo-se pensativa

Hoje, resgatamos mais 2 gatinhos das ruas, apesar de que já temos 23. Há quem pense que estamos ou somos loucos.
Pois bem! Deixo aqui a minha indignação com os maltratos que vem ocorrendo com frequência aos indefesos.
Nos achamos melhor que eles? Por que? Em que?
Se a vida deles era livre no seu habitat natural, mas, egoísta do jeito que somos, fomos lá e os tiramos, levando para casa e fazendo de bibelô.
Deixamos que se reproduzam e quando não os queremos mais jogamos fora. Muitas das vezes amarrados em um saco fechado, sem lhes dar a chance de sobrevivência.
Os protetores dos animais, os gateiros, os criadores, os que se consideraram pai e mãe de seus bichinhos, as ONG's, todos aqueles que se importam, ficam indignados com tantos abusos e desprezos.
Expresso aqui total indignação, quando me perguntam: "Quantos gatos você tem? Como consegue alimentar?"
Ai eu ouço a frase: " Você é louca! Como consegue? Tua casa deve feder! Eca!" Ou então: "Ai eu não maltrato, mas eu não gosto! Eles transmitem asma!!! Há la em casa colocamos uma regra: está proibido adotar animais, ja temos o suficiente. Então, eu vejo na rua e passo de lado ou fecho os olhos! Ah, queria até ir na tua casa mas como tu tem gatos eu não vou."
Ufa!!! Tantas desculpas que nem sei quantas já ouvi!
Fico pensando: será que se eu fosse uma pessoa famosa, rica e importante seria respeitada?
Acredito que amigo que é amigo, respeita, ajuda e se importa. Não fica simplesmente criticando.
Quem ama cuida! Respeita a si mesmo e respeita a opinião e decisão de quem quer ajudar.

Um comentário:

Obrigada pelo seu comentário, adoro receber sua visita em meu blog.
Deixe seu endereço para que eu posso te visitar, beijos!